segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Resenha - Thriller: A Vida e a Música de Michael Jackson

Ganhei esse livro de presente em Setembro desse ano. Não é segredo pra ninguém que sou perdidamente apaixonada por Michael Jackson. E procuro entender de verdade toda sua vida musical e pessoal. Mesmo sendo fã, sou capaz de admitir algumas verdades que muitos preferem omitir ou simplesmente desconhecem, mas sou ainda mais capaz de proteger e defender meu ídolo de qualquer acusação falsa ou zombaria. Sei que ainda tenho muito a descobrir sobre a vida desse Mito e não vou poupar esforços para desvendar todos os mistérios que rondaram e até hoje assombram a vida de MJ.
Para começar mais do que bem minha trajetória de livros sobre ele, optei por "Thriller: A Vida E A Música de Michael Jackson" de Nelson George.
Sinopse (fonte: Livraria Cultura): O ano é 1971 e um garoto nova-iorquino negro de catorze anos vai do Brooklyn para o Madison Square Garden com a família para assistir a um acontecimento musical. No palco, cinco garotos levam a plateia ao delírio, estimulando outros jovens americanos a acreditar que também poderiam ter um lugar de destaque naquele país. Quase quarenta anos depois, aquele garoto, agora um crítico musical, receberia a notícia de que o caçula dos Jackson 5 havia morrido em circunstâncias ainda não esclarecidas. Ainda sob o impacto da morte do astro, Nelson George escreveu 'Thriller - A vida e a música de Michael Jackson', uma análise deste álbum e também um perfil da vida e da obra do cantor. O autor parte de nove canções de destaque desse clássico de 1982 e usa quatro décadas de memória musical, trabalho jornalístico e acompanhamento do mundo do show bizz para analisar por que Michael Jackson alcançou certos momentos em sua carreira artística.

Talvez eu me estenda um pouco falando sobre o livro e as experiências que me proporcionou, mas é quase impossível pra mim falar de Michael Jackson de forma sucinta.
O livro de George abrange muito mais o lado musical de Michael e de sua obra Thriller, mas sem deixar de passar por momentos marcantes em sua vida.
É muito perceptível ao longo da leitura, que George é um grande fã de MJ, mas é transparente e imparcial ao falar desse ícone da música, não deixando escapar seus deslizes e falhas tanto musicais como em sua vida.
Michael teve uma carreira brilhante, mas após ler o livro me perguntei se poderia ter sido melhor. Ainda é muito cedo para responder, mas o fato é que ao longo dos anos o Ego de Michael aumentou de forma assustadora e acabou por contribuir para seus últimos anos de "desaparecimento" na mídia.
Todos ao redor do mundo conhecem pelo menos uma música de Michael e a maioria não faz ideia do que essa música representou na vida de Jackson. Suas músicas conhecidas são seus maiores sucessos, não as músicas mais bonitas ou bem produzidas, mas sim aquelas que tocaram nas rádios até você decorar um pedaço.
Sinto que nasci na geração errada, perdi muito da vida de Michael. Gostaria de ter presenciado pelo menos um de seus shows e estava realmente entusiasmada com sua volta aos palcos em "This Is It".
Com certeza temos muito o que aprender sobre esse Astro Pop e esse livro nos ajuda muito a entender o que precisamos saber.
Beijos,

2 comentários:

Iasmin Cruz disse...

Oi, tem selinho pra você lá no blog: http://iasmincruz.blogspot.com/2011/12/selo-de-ano-novo-do-refugio-das.html Obrigada pela presença comigo em 2011.

Th-Alice Star disse...

Eu amo muito o Michael. Adoro encontrar fãs dele pela web. Uso livros, revistas e fã-sites fã-clubes para poder entender o Gênio, o Homem, o Anjo. Michael é a minha vida e eu espero que as pessoas nunca se esqueçam dele. Obrigada por mantê-lo vivo em seu blog, assim como eu o mantenho no meu: http://thaisversoprosaepoesia.blogspot.com
Eu queria ter vivido nos anos 80 também, meus tios tiveram aquilo que eu nunca terei e alguns nem dão o devido valor.
Bem... Amo músicas que nunca foram singles, algumas são tão boas e eu não entendo o porquê de não virarem hits. Vai entender, né? Mas os verdadeiros fãs do MJ conhecem sua obra por completa e sabem valorizar não só o óbvio, não só o que todo mundo conhece, e sim os detalhes. Eu queria muito ter ido a um show do Michael e a frustração de nunca poder realizar esse sonho me corrói. Mas não posso me abater. Tenho que seguir com fé e, quem sabe, não o vejo no céu?
Bem... Beijão. Qualquer coisa me add no msn: thais_oliveira_jf@hotmail.com